Relações Internacionais



Apresentação 

 

ri.jpgO curso de Relações Internacionais proporciona formação humanista, crítica e abrangente, capacitando o estudante a compreender, refletir e atuar sobre os principais fenômenos da política internacional. Possibilita também o desenvolvimento de um olhar multidisciplinar e multitemático, estruturado em torno da área de Relações Internacionais e de áreas de apoio, como Direito, Economia, História, Política e Sociologia. Há, ainda, conteúdos complementares que ampliam a formação do internacionalista, tais como Jornalismo e Psicologia.

Por conta disso, os formados em relações internacionais pela PUC-SP estão aptos a analisar as dinâmicas das relações internacionais contemporâneas em suas diversas esferas: política, econômica, social, cultural. A inserção profissional destes bacharéis reflete estas capacidades, dada a sua atuação cada vez mais qualificada na esfera governamental, em empresas com variadas dinâmicas internacionais, entidades setoriais e em organizações da sociedade civil.

Vídeo: Desafio da Profissão – Relações Internacionais

Vídeo: 20 anos da graduação em Relações Internacionais

Formas de Ingresso 
  • Processo seletivo por meio de exame vestibular aberto a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente;
  • Processo seletivo específico para portadores de diploma de graduação, sob condição de existência de vagas abertas pela Faculdade, obedecendo ao calendário da Universidade;
  • Matrícula por transferência sob a condição de existência de vaga, obedecendo ao calendário da Universidade ;
  • Prouni, obedecendo ao calendário da Universidade;
  • Reopção de curso, aberta pela Faculdade, obedecendo ao calendário da Universidade.
Gestão 
As Faculdades são compostas por: Departamentos, Cursos de Graduação, Programas de  Pós-Graduação stricto sensu e lato sensu, Cursos e Atividades de Educação Continuada, Unidades Suplementares e Núcleos Extensionistas.
 
Compete à Câmara de Graduação:
I - desenvolver estudos que subsidiem o CEPE na elaboração ou alteração da política educacional da PUC-SP, a ser submetidos à apreciação e aprovação do CONSUN e CONSAD;
II - desenvolver estudos, no âmbito do ensino, de forma articulada com a Câmara de Pós-Graduação e Pesquisa, que subsidiem a elaboração dos Projetos Institucionais da PUC-SP, a ser submetidos à apreciação e aprovação do CEPE;
III - propor ao CEPE plano de implementação da política educacional e do desenvolvimento do ensino nas Faculdades, definindo as prioridades;
IV - propor ao CEPE as normas e as orientações técnicas para elaboração e tramitação de programas e projetos de ensino das Faculdades;
V - dar parecer sobre Projetos Pedagógicos de Cursos e propostas de alterações a serem submetidos à aprovação do CEPE;
VI - apreciar os relatórios das avaliações institucionais e de cursos;
VII - promover a auto-avaliação dos Cursos de Graduação das Faculdades, encaminhando ao CEPE relatórios;
VIII - promover estudos das demandas socio-ocupacionais e das transformações na esfera do conhecimento, orientando as Faculdades para a proposição de mudanças curriculares, ou de novas modalidades de Graduação;
IX - subsidiar e supervisionar o desenvolvimento dos Projetos Pedagógicos dos Cursos, zelando pela observância dos mesmos;
X - acompanhar a implementação de novos Projetos Pedagógicos de Cursos;
XI - subsidiar o CEPE nas políticas de extensão referentes à Graduação;
XII - emitir pareceres de mérito sobre projetos de extensão ligados à Graduação;
XIII - exercer outras atribuições previstas em normas ou decididas pelos Colegiados competentes e inerentes à natureza do órgão
Corpo Docente 

-  

Titulação:

Anos de Casa:

Tempo de Trabalho:

Disciplinas: Optativa ri - estudos de área: europa

Acessar Currículo Lattes

Ademir Alves da Silva  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 38 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 38 anos e 7 meses.

Disciplinas: Políticas sociais no âmbito mundial

Acessar Currículo Lattes

Andre Cavaller Guzzi  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 2 meses.

Disciplinas: Oficina de relações internacionais - módulo i
Oficina de relações internacionais: módulo ii
Oficina de relações internacionais: módulo iv
Segurança e conflitos internacionais

Acessar Currículo Lattes

Antonio Martini  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 38 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 38 anos e 8 meses.

Disciplinas: Introdução ao pensamento teológico

Acessar Currículo Lattes

Antônio Pedro  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 38 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 37 anos e 1 meses.

Disciplinas: Optativa livre - os estados unidos no cinema: realidade e utopia

Acessar Currículo Lattes

Arthur Felipe Murta Rocha Soares  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 8 meses.

Disciplinas: Relações internacionais e economia política

Acessar Currículo Lattes

Camila Kimie Ugino  

Titulação:

Anos de Casa: 4 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 3 anos e 9 meses.

Disciplinas: Economia

Acessar Currículo Lattes

Carlos Gustavo Poggio Teixeira  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 6 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 6 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa ri - estudos de área: estados unidos
Optativa ri - formulação de políticas públicas em relações internacionais
Trabalho de conclusão de curso: orientação i
Trabalho de conclusão de curso: orientação ii

Acessar Currículo Lattes

Claudia Alvarenga Marconi  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 7 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 7 anos e 2 meses.

Disciplinas: Instituições internacionais ii
Optativa ri - justiça internacional e processos de paz
Trabalho de conclusão de curso: orientação ii

Acessar Currículo Lattes

Claudio Finkelstein  

Titulação: Livre Docência

Anos de Casa: 15 anos e 6 meses.

Tempo de Trabalho: 15 anos e 6 meses.

Disciplinas: Optativa fea/dir - international arbitration

Acessar Currículo Lattes

David Almstadter Mattar de Magalhaes  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 8 meses.

Disciplinas: Oficina de relações internacionais - módulo i
Oficina de relações internacionais: módulo ii
Optativa ri - análise de política externa: um estudo de caso
Política internacional contemporânea
Segurança e conflitos internacionais

Acessar Currículo Lattes

Dulce Maria Tourinho Baptista  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 14 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 14 anos e 8 meses.

Disciplinas: Agenda sociológica contemporânea
Fundamentos sociológicos

Acessar Currículo Lattes

Edmilson Felipe da Silva  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 16 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 16 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa fcs - cultura de massas e seus dilemas

Acessar Currículo Lattes

Egon de Oliveira Rangel  

Titulação:

Anos de Casa: 38 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 31 anos e 9 meses.

Disciplinas: Linguagem, comunicação e sociedade
Optativa livre - discurso e poder nas ri: uma introdução à análise do discurso

Acessar Currículo Lattes

Elaini Cristina Gonzaga da Silva  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 2 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 2 anos e 2 meses.

Disciplinas: Inserção internacional do brasil
Oficina de relações internacionais - módulo i
Oficina de relações internacionais: módulo iv
Optativa ri - estudos de área: áfrica

Acessar Currículo Lattes

Eloisa de Sousa Arruda  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 28 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 27 anos e 7 meses.

Disciplinas: Optativa fea/dir - justiça penal internacional

Acessar Currículo Lattes

Eulalio Avelino Pereira Figueira  

Titulação:

Anos de Casa: 23 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 23 anos e 7 meses.

Disciplinas: Introdução ao pensamento teológico ii

Acessar Currículo Lattes

Flavia de Campos Mello  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 18 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 18 anos e 7 meses.

Disciplinas: Política externa brasileira ii
Trabalho de conclusão de curso: orientação i

Acessar Currículo Lattes

Flavia de Campos Pinheiro  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 5 anos e 9 meses.

Tempo de Trabalho: 8 anos e 7 meses.

Disciplinas: Direito internacional
Optativa fea/dir - direito internacional dos direitos humanos

Acessar Currículo Lattes

Francisco Cesar Pinto da Fonseca  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 21 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 21 anos e 7 meses.

Disciplinas: Política e soberania

Acessar Currículo Lattes

Gabriel Loureiro de Lima  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 7 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 7 anos e 2 meses.

Disciplinas: Análise exploratória de dados

Acessar Currículo Lattes

Geraldo Aparecido Borin  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 22 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 22 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa livre - negociações internacionais e internacionalização de empresas

Acessar Currículo Lattes

Guilherme Arruda Aranha  

Titulação:

Anos de Casa: 12 anos e 5 meses.

Tempo de Trabalho: 12 anos e 5 meses.

Disciplinas: Teoria geral do direito

Acessar Currículo Lattes

Guilherme Simoes Gomes Junior  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 38 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 38 anos e 8 meses.

Disciplinas: Antropologia e relações internacionais

Acessar Currículo Lattes

Joao Mamede Cardoso  

Titulação:

Anos de Casa: 27 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 27 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa fea/dir - avaliação de projetos de cooperação internacional

Acessar Currículo Lattes

Jose Arbex Junior  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 16 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 16 anos e 7 meses.

Disciplinas: Jornalismo internacional

Acessar Currículo Lattes

Jose Paulo Florenzano  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 14 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 11 anos e 8 meses.

Disciplinas: Ética e cultura em um mundo globalizado

Acessar Currículo Lattes

Jozimas Geraldo Lucas  

Titulação:

Anos de Casa: 40 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 38 anos e 7 meses.

Disciplinas: Teologia em diálogo com a sociedade

Acessar Currículo Lattes

Laerte Apolinario Junior  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 8 meses.

Disciplinas: Metodologia científica para relações internacionais
Oficina de relações internacionais: módulo iii
Optativa ri - os brics e a política internacional contemporânea
Relações internacionais e economia política

Acessar Currículo Lattes

Lauro Avila Pereira  

Titulação:

Anos de Casa: 14 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 14 anos e 2 meses.

Disciplinas: História das relações internacionais contemporâneas

Acessar Currículo Lattes

Lisaneos Francisco Prates  

Titulação:

Anos de Casa: 8 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 4 anos e 8 meses.

Disciplinas: Teologia em diálogo com a sociedade

Acessar Currículo Lattes

Lucia Helena Vitalli Rangel  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 42 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 42 anos e 3 meses.

Disciplinas: Optativa fcs - racismos e diversidades culturais no mundo (pluriverso) contemporâneo

Acessar Currículo Lattes

Luiz Moraes de Niemeyer Neto  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 27 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 20 anos e 3 meses.

Disciplinas: Economia internacional

Acessar Currículo Lattes

Luiza Rodrigues Mateo  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 8 meses.

Disciplinas: Instituições internacionais i
Oficina de relações internacionais: módulo ii
Optativa ri - cooperação internacional para o desenvolvimento
Teorias das relações internacionais i

Acessar Currículo Lattes

Marcia Maria Cabreira Monteiro de Souza  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 11 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 11 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa fcs - geografia e migrações internacionais

Acessar Currículo Lattes

Maria Cecilia de Moura  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 44 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 44 anos e 8 meses.

Disciplinas: Optativa livre - a inclusão social da pessoa com deficiência: a cidadania em questão

Acessar Currículo Lattes

Marijane Vieira Lisboa  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 37 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 32 anos e 4 meses.

Disciplinas: Optativa fcs - meio ambiente e capitalismo

Acessar Currículo Lattes

Mario Luis Farah  

Titulação:

Anos de Casa: 9 anos e 6 meses.

Tempo de Trabalho: 9 anos e 6 meses.

Disciplinas: Optativa fea/dir - marketing aplicado às relações internacionais

Acessar Currículo Lattes

Mauro Luiz Peron  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 18 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 18 anos e 2 meses.

Disciplinas: Geografia das relações internacionais contemporâneas

Acessar Currículo Lattes

Miguel Wady Chaia  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 44 anos e 7 meses.

Tempo de Trabalho: 44 anos e 7 meses.

Disciplinas: Optativa livre - arte e mídia: a centralidade da guerra/revolução

Acessar Currículo Lattes

Natalia Maria Felix de Souza  

Titulação:

Anos de Casa: 3 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 3 anos e 2 meses.

Disciplinas: Oficina de relações internacionais: módulo ii
Oficina de relações internacionais: módulo iii
Optativa ri - humanismo crítico e relações internacionais: estudos de caso e experiências não-ociden
Teoria das relações internacionais ii
Trabalho de conclusão de curso: orientação i

Acessar Currículo Lattes

Paulo José dos Reis Pereira  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 10 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 10 anos e 8 meses.

Disciplinas: Trabalho de conclusão de curso: orientação ii

Acessar Currículo Lattes

Pedro Gustavo Fernandes Fassoni Arruda  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 11 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 11 anos e 2 meses.

Disciplinas: Estados, regimes e formas de governo
Optativa fcs - política brasileira contemporânea

Acessar Currículo Lattes

Pedro Lucas de Resende Melo  

Titulação:

Anos de Casa: 9 anos e 6 meses.

Tempo de Trabalho: 9 anos e 0 meses.

Disciplinas: Optativa fea/dir - marketing do século xxi em mercados globais

Acessar Currículo Lattes

Pietro de Jesus Lora Alarcon  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 22 anos e 0 meses.

Tempo de Trabalho: 22 anos e 0 meses.

Disciplinas: Direito internacional

Acessar Currículo Lattes

Priscila Villela Frascino  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 8 meses.

Disciplinas: Oficina de relações internacionais: módulo iv
Optativa ri - o tema das drogas na política internacional
Relações internacionais - princípios teóricos e processos históricos

Acessar Currículo Lattes

Rafael Murgi  

Titulação:

Anos de Casa: 0 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 0 anos e 2 meses.

Disciplinas: Oficina de relações internacionais: módulo ii
Optativa ri - investimento externo direto e empresas multinacionais

Acessar Currículo Lattes

Rita de Cassia Alves Oliveira  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 13 anos e 6 meses.

Tempo de Trabalho: 13 anos e 6 meses.

Disciplinas: Optativa fcs - das mídias impressas às mídias digitais: o fotojornalismo de guerra e a guerra de

Acessar Currículo Lattes

Talitha Ferraz de Souza  

Titulação:

Anos de Casa: 38 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 38 anos e 8 meses.

Disciplinas: Psicologia e violência no mundo contemporâneo

Acessar Currículo Lattes

Terra Friedrich Budini  

Titulação:

Anos de Casa: 3 anos e 8 meses.

Tempo de Trabalho: 3 anos e 8 meses.

Disciplinas: Instituições internacionais ii
Trabalho de conclusão de curso: orientação ii

Acessar Currículo Lattes

Tomaz Oliveira Paoliello  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 3 anos e 2 meses.

Tempo de Trabalho: 3 anos e 2 meses.

Disciplinas: Optativa ri - estudos de área: américa latina
Política externa brasileira i
Trabalho de conclusão de curso: orientação ii

Acessar Currículo Lattes

Yone de Carvalho  

Titulação: Doutor(a)

Anos de Casa: 29 anos e 5 meses.

Tempo de Trabalho: 29 anos e 5 meses.

Disciplinas: História das relações internacionais na modernidade

Acessar Currículo Lattes

Laboratórios 
O curso conta com uma estrutura de laboratórios de informática administrada pela Divisão de Tecnologia da Informação (DTI) da PUC-SP. Com um total de 31 laboratórios de informática, divididos entre os campi Marques de Paranaguá (8), Monte Alegre (19) , Santana (2), Barueri (1) e Sorocaba (1), todos conectados em rede à uma velocidade de 100Mps.
 
Esses mais de 1000 computadores integram os cerca de 2300 computadores da grande rede PUCSPNet, totalmente conectada à Internet, onde utilizamos um link principal de acesso com velocidade de 1Gbps.
 
Contamos ainda com uma política de licenciamento de software através de programas educacionais e parcerias com empresas como IBM (IBM Rational), Microsoft (MSDN Academic Alliance), CorelDraw, Adobe (Flash, Dreamweaver, InDesign, Photoshop, Director),  além de softwares específicos como Vue, Cinema 4D, SPSS, SolidWorks, entre outros.
 
Avaliação do aluno 
Em cada disciplina ou outro componente curricular previsto no PPC, é atribuída apenas uma nota final resultante do processo de avaliação determinado pelo professor no início do semestre letivo.
 
A média necessária para a promoção do aluno é 5,0 (cinco).
 
No processo de avaliação determinado pelo professor ao menos uma das notas deverá ser resultante de uma prova individual.
 
É obrigatório, entretanto, que existam ao menos duas modalidades de avaliação ao longo do semestre.  
TCC 

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade curricular obrigatória para todos/as os/as estudantes do Curso de Relações Internacionais e está previsto na matriz do curso por meio da realização de duas disciplinas Trabalho de Conclusão de Curso: orientação I (2 créditos) no 7º período e Trabalho de Conclusão de Curso: orientação II (2 créditos) no 8º período..

Das Disciplinas vinculadas ao TCC na grade do curso:

1. As disciplinas TCC: orientação I e TCC: orientação II são requisitos para a conclusão do TCC;
2. A conclusão e aprovação na disciplina TCC: orientação I é pré-requisito para o estudante se matricular na disciplina TCC: orientação II;
3. As instruções, formatos de avaliação e cronogramas de entrega de cada disciplina serão definidas pelos professores supervisores e informados para os estudantes no início de cada semestre letivo.


TCC: orientação I (7º período)

Requisitos para aprovação do estudante:

Cumprimento dos prazos determinados pelo supervisor para a entrega das atividades e dos conteúdos previstos no cronograma, dentre os quais:

  • Formulário inicial - entrega de uma proposta inicial de pesquisa ao supervisor da disciplina de TCC: orientação I
  • Formulário intermediário – entrega de um relatório de atividades e eventual reformulação do projeto de pesquisa após discussões iniciais com o orientador
  • Formulário final – entrega do formulário final, acompanhado de um texto aprovado pelo orientador, conforme previsto no regulamento de TCC.

Os prazos específicos para a entrega de cada formulário serão informados pelo supervisor da disciplina no cronograma enviado no início de cada semestre letivo.

TCC: orientação II (8º período):

Requisitos para aprovação do estudante:

Cumprimento dos prazos determinados pelo supervisor para a entrega das atividades e dos conteúdos previstos no cronograma, dentre os quais:

Os prazos específicos de entrega do TCC e do formulário serão informados pelo supervisor da disciplina no cronograma enviado no início de cada semestre letivo.

Regulamento de TCC do curso de Relações Internacionais

Para mais informações sobre as regras gerais do Trabalho de Conclusão de Curso, sobre o papel do supervisor e do orientador e sobre formatos previstos de TCC (monografia, artigo, projeto e relatório) consulte o Regulamento de TCC do curso de Relações Internacionais disponível aqui.

Estágio curricular 
Apesar de não ser requisito obrigatório para a conclusão do Curso de Relações Internacionais, a realização de estágios é incentivada a partir do segundo ano do Curso. Nossos estudantes têm realizado estágios em diversas instituições de caráter público e privado, tais como: consulados, câmaras de comércio, associações setoriais, jornais, portais de Internet, secretarias de governo, empresas privadas, ONGs, partidos políticos, sindicatos e instituições de pesquisa.
 
O Curso estimula os estudantes a buscar estágios, trazendo também as experiências profissionais dos alunos para dentro da Universidade, em constante diálogo com a sociedade.
 
A PUC-SP tem convênio com um grande grupo de empresas que vêm buscar nos cursos de graduação alunos para adentrarem em diversas carreiras. O estudante de Relações Internacionais tem, assim, um grande leque de possibilidades para a inserção profissional que se encontra em constante atualização.
 
Para maiores informações ver site da Central Geral de Estágios.
Grade Curricular 
Campus Monte Alegre
Selecione o periodo:
Manhã     Tarde     Noite
Mensalidades 
A Universidade adota o Regime Financeiro semestral ou anual de cobrança, de acordo com o Projeto Pedagógico do curso, sendo a semestralidade ou anuidade paga em até 06 (seis) ou em até 12 (doze) parcelas mensais sucessivas, conforme o caso.
 
O cálculo das mensalidades é feito com base em todas as atividades (disciplinas e outros componentes curriculares) relativas a cada período letivo do curso, de acordo com seu Projeto Pedagógico.

Valor da mensalidade
O Edital de Mensalidades é publicado nos quadros de aviso da Universidade e os valores de cada curso são calculados com base nas atividades pedagógicas previstas.

Aproveitamento de Estudos
O estudante que ingressar através do processo de Transferência ou pelo processo de Portador de Diploma e tiver aproveitamento de estudos e/ou adaptação curricular, realizará a matricula nas atividades pedagógicas de acordo com o plano de estudos elaborado pela coordenação do curso.

Reajustes de mensalidades
Os valores das mensalidades estão sujeitos aos reajustes conforme Contrato de Prestação de Serviços Educacionais.

Data do vencimento
A data de vencimento de cada mensalidade ocorrerá sempre no dia 5 (cinco) de cada mês.

Pagamento
Os pagamentos efetuados até o dia 1º do mês serão - por mera liberalidade - objetos de um desconto por antecipação, conforme discriminado no boleto. Este desconto pode ser suspenso sem prévio aviso.
Reconhecimento 

Renovação de Reconhecimento:  
Portaria 267, de 03/04/2017 – DOU em 04/04/2017

Portaria de Renovação de Reconhecimento:

Portaria nº 705 de 18/12/2013 – DOU em 19/12/2013

Portaria no. 843 de 01/07/2010

Duração 
Duração mínima:
4 anos (8 semestres)
Duração máxima:
6 anos (12 semestres)
Avaliação do curso 

Sistema de Avaliação do PPC:
A autoavaliação do curso tem como propósito o aprimoramento de seu Projeto Pedagógico (PPC).

Trata-se de um processo contínuo que, por meio de diferentes fontes de informação, analisa a coerência e a efetividade entre princípios da proposta pedagógica e sua dinâmica de funcionamento.

Sua realização está a cargo do Núcleo Docente Estruturante (NDE), da Coordenação Didática do Curso, do Conselho de Faculdade e da Câmara de Graduação.

Por meio da autoavaliação, esses colegiados monitoram a implantação do PPC dialogando com as demandas advindas do cotidiano e com as informações construídas por meio de escutas periódicas. Para tanto são utilizados instrumentos específicos:

a) avaliação contínua do aluno;

b) avaliação das condições de ensino (infraestrutura, equipamentos e gestão acadêmico-administrativa);

c) avaliação dos aspectos didático-pedagógicos do corpo docente, realizada por meio da autoavaliação do professor e da docência pelo aluno.

Envolve também diferentes parcerias da universidade que, direta ou indiretamente, contribuem para a qualidade da formação dos alunos, especialmente os departamentos.

Esse processo articula-se internamente à Autoavaliação Institucional, coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), situando o curso no contexto da Universidade e, externamente, com o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Essa articulação externa leva em conta os resultados do Enade, as Avaliações in loco e os indicadores de qualidade do MEC, como o Conceito Preliminar de Curso (CPC).

 

Competência e habilidades 

O Curso de Relações Internacionais pretende formar um profissional que possa atuar como analista, consultor, executivo, assessor, pesquisador ou conselheiro nas mais diversas instituições, públicas ou privadas.

Para tanto, as habilidades e competências específicas dos egressos do Curso são definidas pela capacidade de:

  • senso crítico para a análise das relações internacionais contemporâneas;
  • avaliar informações, produzir análises e construir cenários sobre a conjuntura internacional
  • comunicação, liderança e conhecimento técnico para estabelecer contatos entre os diversos órgãos dos setores público e privado, e organismos da sociedade civil;
  • avaliar os processos políticos, econômicos, sociais, culturais e legais em diferentes países e regiões;
  • identificar e avaliar as consequências de instabilidades econômicas, políticas e militares no contexto internacional;
  • elaborar estratégias de ação visando à cooperação, integração, e interações dos mais variados tipos;
  • identificar os objetivos, métodos de operação, padrões e regras de procedimento das organizações internacionais (governamentais e não governamentais);
  • analisar os principais tratados e acordos internacionais;
  • compreender e propor intervenções nas dinâmicas de relacionamento entre Estados, instituições, empresas e demais atores transnacionais;
  • utilizar o seu potencial teórico-metodológico na área de ensino e pesquisa em Relações Internacionais.
Áreas de atuação 

O profissional de Relações Internacionais pode atuar no setor público, no privado e em organizações do terceiro setor. Na área pública, pode trabalhar em diplomacia, organizações internacionais, assessorias internacionais de ministérios e agências, secretarias de governo estaduais e municipais, consulados e representações estrangeiras. No setor privado, o internacionalista pode contribuir com grandes empresas de projeção internacional, câmaras de comércio, associações setoriais, consultorias, jornais e portais de internet. Já a área do terceiro setor contempla atividades em ONGs, institutos de pesquisa, partidos políticos, sindicatos e associações de classe.

Acesse a pesquisa: PERFIL DOS ESTÁGIOS DOS ESTUDANTES DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA PUC-SP

 

Vagas turnos e campi 
Histórico 

Criado em 1995, o Curso de Relações Internacionais da PUC-SP foi o segundo programa de seu gênero no Brasil e o primeiro no Estado de São Paulo. Desde seu primeiro vestibular, o Curso figura entre os mais concorridos da Universidade. Essa procura deve-se à qualidade que foi construída no decorrer de quase 20 anos de ensino e pesquisa, período no qual esteve em constante sintonia com os temas mais relevantes da política mundial, com destaque para o papel do Brasil.
 
Reconhecimento e reformas curriculares
A primeira avaliação institucional externa do curso foi promovida pelo MEC em 1999. Com o reconhecimento e a partir das sugestões feitas, uma nova grade curricular foi desenvolvida. Atualizada às dinâmicas das relações internacionais e do Brasil, o novo currículo entrou em vigor em 2002. Em 2007, seguindo indicações do MEC e dos órgãos competentes da PUC-SP, o Curso foi novamente atualizado com um aumento da carga horária de todas as suas disciplinas.
 
Expressando o êxito da reforma curricular realizada, a segunda avaliação do MEC, ocorrida em 2007, conferiu ao curso a nota máxima, Condições Muito Boas (CMB) de ensino. Complementando este processo, em 2009 o curso de Relações Internacionais foi avaliado pela primeira vez pelo ENADE e recebeu a nota 4 (0 a 5).
 
Mantendo a tradição de inovação pedagógica e constante atualização acadêmica, uma nova e ampla reforma curricular foi implementada a partir do primeiro semestre de 2014 (clique aqui para a grade).
 
Pós-Graduação e projeção nacional
Localizado na Faculdade de Ciências Sociais, e originalmente sob responsabilidade do Departamento de Política, a relevância e a qualidade do Curso de Relações Internacionais dentro da PUC-SP levou ao crescimento do grupo de docentes e pesquisadores na área. Esse processo acabou por propiciar a criação do Departamento de Relações Internacionais no ano de 2012.
 
Outro fruto do trabalho dos professores e pesquisadores do Curso foi a criação, em 2002, do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP e PUC-SP). O programa de mestrado conjunto entre as três universidades teve início em 2003 e, em 2011, o sucesso da parceira transformou-se no início da primeira turma de doutorado.
 
Os professores do Curso de Relações Internacionais da PUC-SP também têm destacada inserção nacional. Nossos seus docentes participaram de todas as diretorias da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI) criada em 2005: Profa. Flávia Campos Mello (2005-2007), Prof. Reginaldo Mattar Nasser (2007-2009) e Prof. Paulo Pereira (2011-2013).
 
Projeção internacional e intercâmbios
Tendo em vista a necessidade de construir um conhecimento coletivo que propiciasse a troca de vivências acadêmicas, o Curso de Relações Internacionais da PUC-SP investiu, desde seu início, em parcerias, intercâmbios, e em um intenso diálogo de nossos estudantes e professores com as mais qualificadas instituições de ensino nacionais e estrangeiras.
 
Desde 1999, foram firmados acordos e convênios envolvendo atividades de intercâmbio de estudantes e pesquisadores para vários países da América e da Europa, administrados pela Assessoria de Relações Institucionais e Internacionais da PUC-SP (ARII). Os programas de mobilidade estudantil prevêem a estadia de um ou dois semestres no exterior, bem como a recepção de estudantes estrangeiros também por um ou dois semestres no Curso.
 
Um número cada vez maior de estudantes do Curso de Relações Internacionais tem buscado intercâmbio acadêmico no exterior. Esse interesse pelo intercâmbio se reflete em uma alta porcentagem de estudantes por turma que realizam essa experiência. Estima-se que cerca de 1 em cada 5 dos estudantes do Curso participam do intercâmbio, e esses números estão em processo de crescimento. A média é extremamente expressiva nacionalmente e elevada mesmo dentre os cursos de graduação da PUC-SP.

Uma das razões para o sucesso do programa de intercâmbio no âmbito do Curso de Relações Internacionais é o fato de que os alunos continuam matriculados normalmente na PUC-SP durante o semestre na universidade estrangeira e, ao retornarem, conseguem equivalência total no semestre correspondente. Dentre os países escolhidos pelos estudantes do Curso de Relações Internacionais da PUC-SP para intercâmbio estão: Estados Unidos, França, Espanha, Alemanha, Holanda, Portugal, Argentina, Chile, e outros. Clique aqui para saber mais.   
 
Uma das parceiras mais antigas se deu com o Institut d’Etudes Politiques de Paris - Sciences Po. De uma experiência bem sucedida com esta instituição houve a evolução do convênio para a implementação do projeto “Diploma Integrado” que prevê a conclusão dos cinco semestres iniciais no Curso de Relações Internacionais da PUC-SP, dois semestres na Sciences Po em Poitiers (Primeiro Ciclo Ibero-Americano) e três semestres na Sciences Po em Paris (Ciclo do Diploma). Ao final deste processo de dez semestres os estudantes obtêm os títulos de Bacharel em Relações Internacionais da PUC-SP (no 9º semestre) e o Diploma da Sciences Po, equivalente ao Master Degree (no 10º semestre).  

Objetivos 
O Curso de Relações Internacionais visa proporcionar uma formação intelectual e profissional qualificada, frente a crescente importância da dimensão internacional de dinâmicas políticas, econômicas, sociais e culturais.
 
O Curso está orientado quer para uma melhor e mais atualizada prestação serviços de funções mais tradicionais (diplomacia) quer para proporcionar uma sólida e elevada preparação aos novos tipos de quadros exigidos não só pela internacionalização das estratégias empresariais como também pelas novas funções internacionais do Estado (cooperação, presença em organismos internacionais especializados, etc.) e ainda pela progressiva profissionalização das organizações não governamentais.
 
Como objetivos específicos destacam-se:
  • Oferecer aos estudantes uma formação humanista e crítica na área de Relações Internacionais;
  • Apresentar as principais ferramentas analíticas e os princípios teóricos norteadores da área de Relações Internacionais;
  • Desenvolver capacidades interpretativas, argumentativas e expositivas, em articulação com os principais temas da agenda internacional;
  • Conferir instrumental teórico e formação ética que possibilite aos estudantes tomarem decisões profissionais e pessoais responsáveis.
Grau 
Bacharelado
Regime de matrícula 
Semestre
Campus 
Campus Perdizes
Modalidade 
Presencial
Coordenação 
  • Coordenador:
    Profa. Dra. Terra Friedrich Budini 
    E-mail: tfbudini@pucsp.br

  • Vice-coordenadora:
    Profa. Claudia Alvarenga Marconi

Contato 
Coordenadora Plantões

Profa. Dra. Terra Friedrich Budini - tfbudini@pucsp.br

Segundas-feiras: das 11h30 às 12h30
Quartas-feiras: das 18h15 às 19h30

Coordenação de Relações Internacionais, Sala S-11 (Prédio sede)
Assuntos: Matrículas e alteração de plano de estudos; proficiência em línguas; transferência e reopção; aproveitamento de disciplinas; intercâmbios; pesquisa (iniciação científica e pós-graduação).
Vice-Coordenadora Plantões

Profa. Dra. Claudia Alvarenga Marconi - cmarconi@pucsp.br

Terças-feiras: das 12h às 12h40
Quintas-feiras: das 18h15 às 19h30

Coordenação de Relações Internacionais, Sala S-11 (Prédio sede)
Assuntos:  Estágios; aproveitamento de disciplinas; pesquisa (iniciação científica e pós-graduação)

 

Monitoria 

O Programa de Monitoria constitui um espaço de aprendizagem proporcionado aos alunos de graduação, com vistas a promover a melhoria do ensino, por meio de novas práticas e experiências pedagógicas, que propiciam a maior interação do monitor com o corpo docente e discente da instituição.
    
Atividades do(a) monitor(a):

1. Elaborar o plano de monitoria com o professor;
2. Auxiliar o professor no preparo de aulas e de material didático, entre outras atividades teóricas e práticas.
3. Apoiar o professor no trabalho de campo, na orientação de pequenos grupos de estudo e no preparo de trabalhos, seminários e oficinas;
4. Acompanhar o desenvolvimento de atividades, elucidando dúvidas dos alunos e colocando o professor a par de todos os encaminhamentos efetuados;
5. Colaborar na organização e correção de exercícios/atividades, exceto provas

Iniciação Científica 

A Iniciação Científica é uma escolha que faz o diferencial do aluno PUC-SP no mercado de trabalho, em qualquer área de atuação. O mercado exige não só inteligência, espírito crítico, dinamismo, mas também propostas de projetos. Aprender a projetar, elaborar e planificar ações para conquistar metas implica aprender a conhecer e a criar novas informações, novas respostas para responder a velhos problemas. Para mais informações sobre Iniciação Científica clique aqui

Estágio 

Para maiores informações ver site da Central Geral de Estágios.

Intercâmbio (ARII)

CA

Prisma

PET

 

TCC Aluno 
  • Fórmulario de Trabalho de Conclusão de Curso 1 - Clique aqui
  • Fórmulário de Trabalho de Conclusão de Curso 2 - Clique aqui
Situação 
Matrículas abertas
ID Curso Totvs 
214
ID Filial Totvs 
1
Última atualização: 22/10/2017

Conecte-se à PUC-SP